Diabetes: se o carboidrato ficar para a sobremesa, pode!

Segundo estudo publicado na Revista Diabetes Care, ingerir carboidratos ao final das refeições evita riscos.

Estudos da Faculdade de Medicina da Universidade Cornell (EUA) revelam que iniciar o almoço ou jantar  pelas proteínas e vegetais evita que se ingira carboidratos em excesso, resguardando picos de glicose. Segundo os especialistas, a técnica mostra-se semelhante aos efeitos causados pela insulina.

Embora seja bom consumir menos carboidratos para controlar os níveis de açúcar no sangue, às vezes comer carboidratos por último pode ser uma estratégia simples para regular os níveis de glicose após as refeições. Ao comparar a glicemia dos voluntários, os especialistas perceberam que os níveis de glicose eram muito menores quando outras categorias de alimentos eram consumidas primeiro.

Estudo da Weill Cornell Medical College

Para chegar à feliz conclusão sobre a eficácia do consumo de carboidratos entre os diabéticos, os estudiosos da Weill Cornell Medical College monitoraram 16 pessoas com diabetes tipo 2. Quando os participantes deixavam o pão por último, seus índices glicêmicos eram 50% menores.

É importante que o diabético tenha uma alimentação balanceada. Alguns alimentos específicos ajudam a manter os níveis de glicose mais baixos. Uma dieta balanceada pode promover muitos benefícios – sardinha, abacate, batata yacon e outras comidas ajudam a evitar os picos de glicemia.