Expectativa de vida aumenta

A edição relatório “Estatísticas Mundiais de Saúde: Monitoramento de Saúde para as Metas de Desenvolvimento Sustentável” mostra que a expectativa de vida da população cresceu cinco anos entre 2000 e 2015.

É o crescimento mais rápido desde os anos 1960 e reverte o declínio que aconteceu na década de 1990 por causa da epidemia de Aids na África e do colapso da União Soviética, que acarretou em perdas no sistema de saúde do Leste Europeu.

Organização Mundial da Saúde

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse que o mundo tem feito grandes progressos na redução das mortes prematuras por doenças evitáveis ou tratáveis, mas que os ganhos têm se distribuído de modo desigual pelo mundo. Veja:

O melhor que podemos fazer é incentivar que os países que ainda não têm um sistema universal de saúde implementem esse sistema e garantam cobertura básica a todos”.

A expectativa de vida global para crianças nascidas em 2015 será de 71,4 anos (73,8 anos para as mulheres e 69,1 anos para os homens), mas essa idade varia bastante conforme o país em que a criança nascer. Se nascer em um país rico, a expectativa é de 80 anos ou mais. Já na África subsaariana, é de no máximo 60.

A expectativa mais elevada é das mulheres japonesas: 86,8 anos. A Suíça tem a maior expectativa para homens: 81,3 anos. Serra Leoa tem a menor expectativa de vida do mundo para ambos os sexos: 50,8 para mulheres e 49,3 para homens. (Folhapress)