O mês de agosto é dedicado à amamentação. Ele simboliza uma campanha de conscientização de pais e mães quanto à importância do leite materno na alimentação dos primeiros anos de vida dos bebês.

Lançado em 2017, o Agosto Dourado foi criado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) com base na semana do aleitamento materno, que acontece de 1 a 8 desse mês.

Pediatras de todo o País serão engajados para a sensibilização da população em geral para a importância do ato de amamentar, buscando o apoio e o estímulo a esse gesto.

O leite materno é o primeiro alimento da nossa vida logo quando chegamos ao mundo. É através dele que o corpo se desenvolve e é fortalecido, para que as mais variadas doenças sejam prevenidas. É um alimento crucial, pelo menos nos primeiros meses de vida, reduzindo assim o índice de mortalidade infantil, como divulga a Organização Mundial de Saúde, OMS.

Crianças devem fazer aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade. A partir dos 6 meses de idade todas as crianças devem receber alimentos complementares e manter o aleitamento materno pelo menos até completarem os 2 anos de idade.

Benefícios do leite materno
O leite materno contém todas as proteínas, gorduras, vitaminas, açúcares e água que uma criança precisa para se desenvolver, além dos anticorpos e glóbulos brancos que previnem as infecções e as doenças. Além dos benefícios nutricionais, o gesto cria elo entre a mãe e o filho e, ainda, melhora a saúde da mulher: diminui a ansiedade da mãe; aumenta a segurança; favorece o emagrecimento; e previne a anemia.